Na última semana, o CBH recebeu a visita da maratonista Emiliana Fonseca Braga, após a prova Circuito das Estações, na orla da Pampulha. Na ocasião, ela compartilhou sobre a sua vitória contra um câncer e sobre o projeto “De Volta na Volta” – em alusão à Volta Internacional da Pampulha e a sua volta à vida – e elogiou a iniciativa do CBH de criar um grupo de corrida.

“Eu tive um câncer há um ano. A corrida foi primordial no meu processo de recuperação. Já voltei a correr e a participar de provas. Ano passado, criei o projeto De Volta na Volta, para voltar a correr na Volta Internacional da Pampulha, com pessoas que nunca tinham corrido. O projeto foi muito importante para o meu recomeço e o começo de muita gente. Desde então, tenho buscado mostrar às pessoas que é possível começar, recomeçar e não desistir!”, conta Emiliana, que pratica corrida há mais de seis anos e já participou de grandes provas como a Maratona de Amsterdã de 2017.

O projeto “De Volta na Volta” incentiva pessoas sedentárias a correr e inspira outras histórias de superação, através de uma corrente pela saúde.

Emiliana veio conhecer o Clube a convite do diretor Tesoureiro, Almir Caixeta. “Ela superou um câncer, voltou a correr e vem realizando várias atividades. Gostaríamos de compartilhar a sua história”, disse o diretor.

“Não vim preparada para clube, mas comprei um biquíni e um chinelo na lojinha. A estrutura do clube é ótima. A sauna, os vestiários, tudo... eu adorei! Não sabia que o CBH tem um grupo de corrida, isso é sensacional! Parabéns pela iniciativa! Eu mesma corro no grupo de corrida do Minas Tênis Clube e este incentivo aos sócios à prática de esportes é muito legal. Vocês estão de parabéns!”, conclui a maratonista.